Sistema solar
INFANTIL INFANTIL AVANÇADO BÁSICO BÁSICO
Sol
Os quatro planetas mais próximos ao Sol; Mercúrio, Vênus, Terra e Marte, são chamados os planetas terrestres porque têm superfícies rochosas e sólidas. Os quatro grandes planetas além da órbita de Marte são; Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, conhecidos como os gigantes gasosos. Minúsculo e distante, Plutão tem uma superfície sólida, constituída mais de gelo do que os planetas terrestres. Quase todos os planetas e algumas das suas luas possuem uma atmosfera. A atmosfera da Terra é composta principalmente de nitrogênio e oxigênio. Vênus possui uma atmosfera muito espessa, composta de dióxido de carbono, com vestígios de gases tóxicos, como o dióxido de enxofre. A atmosfera de marte possui dióxido de carbono, e é extremamente fina. Júpiter, Saturno, Urano e Netuno possuem grande quantidade de hidrogênio e hélio. Quando Plutão está mais próximo do Sol, possui uma atmosfera fina, porém à medida que se afasta do Sol, a atmosfera congela e cai na superfície do planeta. Dessa forma, Plutão atua como se fosse um cometa.     Conhecendo o nosso sistema Solar!     Os antigos astrônomos a partir do nosso pequeno mundo contemplavam o oceano cósmico há milhares de anos, eles observavam pontos de luz que pareciam mover-se entre as estrelas. Chamaram estes objetos de "planetas", ou seja, errantes, e os romanos os nomearam de acordo com suas divindades; Júpiter, rei dos deuses; Marte, o deus da guerra; Mercúrio, mensageiro dos deuses; Vênus, a deusa do amor e da beleza e Saturno, pai de Júpiter e deus da agricultura.  Os astrônomos também observaram cometas com caudas espumantes, os meteoros ou estrelas cadentes, pois caiam do céu. Desde a invenção do telescópio, mais três planetas foram descobertos em nosso Sistema Solar: Urano (1781), Netuno (1846), e, agora rebaixado para um planeta anão, Plutão (1930). Além dos planetas, existem milhares de pequenos corpos como os asteroides e os cometas. A maior parte da órbita dos asteroides localiza-se em uma região entre as órbitas de Marte e Júpiter, que conhecemos por “cinturão de asteroides”, enquanto “a casa dos cometas” encontra-se numa região muito além da órbita de Plutão, conhecida como Nuvem de Oort.  Informalmente, o termo "sistema solar" é frequentemente utilizado para definir a região que contém o Sol os planetas chegando até o cinturão de Kuiper. O consenso científico, no entanto, diz que o sistema solar é envolvido pela Nuvem de Oort, local de onde saem os cometas que viajam pelo nosso sistema solar. Para além da extremidade da nuvem de Oort, a gravidade de outras estrelas começa a dominar a do Sol. Source: NASA - 11 December 2009 Os planetas Saturno Marte
Lua
Cinturão de asteróides
Cinturão de Kuiper
Cometa
Hoje já conhecemos mais de 140 satélites naturais ou luas como costumamos dizer, em órbita ao redor dos vários planetas do nosso sistema solar, que vão desde corpos maiores do que a nossa Lua para pequenos pedaços de rochas. Ceres e os planetas anões exteriores: Plutão, Éris, Haumea e Makemake, possuem composições semelhantes e são sólidos com superfícies geladas. Duas sondas da NASA estão explorando alguns destes planetas anões, a missão Dawn chegou a Ceres em março de 2015, a missão New Horizons alcançou Plutão em julho do mesmo ano. Depois de Plutão, a New Horizons vai explorar o chamado Cinturão de Kuiper. De 1610 à 1977, os astrônomos acreditavam que somente Saturno possuía anéis, agora sabemos que Júpiter, Urano e Netuno também possuem um sistema de anéis, embora Saturno possua os maiores anéis. As partículas que compõem estes sistemas de anéis variam em tamanho, que vão desde simples grãos de poeira até pedras do tamanho de uma casa, podendo ser constituídos de rochas ou de rochas e gelo. A maioria dos planetas também possui campos magnéticos, que se estendem para o espaço e formam uma região ao redor do planeta conhecida como magnetosfera. Estas magnetosferas que envolvem os planetas, viajam com ele em sua órbita, varrendo as partículas carregadas. O Sol possui um campo magnético, chamamos de heliosfera, que envolve todo o nosso Sistema Solar. Astrônomos antigos acreditavam que a Terra era o centro do Universo e que o Sol e todas as outras estrelas giravam em torno da Terra. Copérnico mostrou que a Terra e os outros planetas do nosso sistema solar orbitam ao redor do nosso Sol.  Nos dias de hoje, pouco a pouco, estamos mapeando o universo, e uma pergunta óbvia surge: existem outros planetas onde possa existir vida? Só recentemente os astrônomos conseguiram construir equipamentos potentes que são as ferramentas utilizadas para detectar indiretamente a existência de grandes planetas ao redor de outras estrelas em sistemas solares próximos.   Our Solar System Lithograph Set - NASA / JPL Luas, anéis e a magnetosfera
Todas as imagens utilizadas neste site pertencem a terceiros, que gentilmente permitiram sua utilização, assim sendo não podemos autorizar a utilização das imagens deste site. © CIÊNCIA-CULTURA.COM - Responsável - Ricardo Pante
ATIVIDADES PEDAGÓGICAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS